Crônicas d’O Escolhido de Deus. Parte Um. Episódio 3: Augusto, o garçon

Publicado: 5 de janeiro de 2012 por Bill em Tudo Mais
Tags:

Esse nome, Augusto… Augusto não tinha cara de Augusto, definitivamente. Não sabia se foi o pai ou a mãe que tinha escolhido o nome, mas seja lá quem foi, não muda o fato absurdo. Toda placenta é praticamente igual, com pequenas diferenças de peso. Naturalmente, todo bebê distingue-se por uma cabeça desproporcional, cor e quantidade de cabelo, o que não é suficiente para justificar a escolha do nome Augusto em detrimento de Fábio, Henrique ou César. Há quem diga que a aleatoriedade dos nomes é uma das belezas da Criação. Bom, Augusto medita enquanto recolhe copos sujos de uma mesa suja, se a aleatoriedade é uma escolha de Deus para os homens, então Deus tem um péssimo gosto para nomes e uma boa dose de sadismo também.

Outra cerveja, senhor?

O rapaz olhou desalentado para o garçon e perguntou:

Você não acha incrível que entre todas as pessoas do mundo, Deus tenha escolhido logo um João?

Augusto sorriu e perguntou outra vez:

Mais uma cerveja?

João, o escolhido de Deus, matou a cerveja restante do copo num só gole e fez que sim com a cabeça.

Anúncios

Comente! Quebre as leis!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s