“Turismo rural” e o prazer que nasce da dor

Publicado: 15 de janeiro de 2014 por Bill em Tudo Mais

Brasil e Desenvolvimento

No sábado, assistindo a um programa sobre curiosidades e especificidades do Brasil na Globo News, deparo-me com um quadro no qual o apresentador ia se deslocando pelo interior do país, naquilo que ele denominava de “turismo rural”.

Pela própria definição dessa espécie de turismo apresentada pelo programa*, são passeios que proporcionam um maior contato com o ambiente rural, realizado por meio de visitas a locais clássicos da história brasileira: as casas grandes (e senzalas). Dessa maneira, o apresentador visitou um grande número de antigos engenhos de açúcar, tentando mostrar os costumes e as peculiaridades da época, na qual esses grandes latifúndios (escravocratas) não eram só o centro da nossa política econômica, mas espaços de irradiação de valores, modos de vida e de uma determinada “identidade nacional”. As casas grandes (e senzalas) reformadas abrigavam luxuosos hotéis, restaurantes aconchegantes com deliciosas comidas típicas, guias para orientar os passeios e etc. Assim, o…

Ver o post original 654 mais palavras

Anúncios

Comente! Quebre as leis!

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s